Peter Andrew Jones Biography
Heroes and
                Villains Volume one 1 Peter Andrew Jones_Peter Andrew Jones Simulacra White
                Witch of Bala Lake Limited edition Hamdmade Book_Solar Wind Book
                Peter Andrew Jones_Peter Andrew Jones Simulacra Secret Faeries of
                Druids Island Limited edition Hamdmade Book  Heroes
                and Villains Volume 2 Peter Andrew Jones


                       
Não esqueça de adquirir
seu exemplar da
LEGENDARY ART

MAGAZINE !
O Blog do Estúdio 2020

2013
2014
2015
2016
2017
2018
2019
Welcome . . . . . . . explore our worlds . . . . . .

Pegue a lista de notícias de novas obras e negócios super!

Maio

Tanith Lee nasceu em Londres em 19 de setembro de 1947 e faleceu em sua casa em East Sussex, em 24 de maio de 2015. Foi uma escritora inglesa de ficção científica, fantasia, horror, crime, ficção de espionagem, temática erótica, romance histórico, peças de rádio e dois episódios da ópera espacial da televisão Blake's 7, tendo publicado mais de 90 romances e 300 contos. Ganhou vários prêmios como World Fantasy Society Derleth Award, World Fantasy Lifetime Achievement Award, Bram Stoker Award for Lifetime Achievement in Horror e a primeira mulher a ganhar o prêmio de melhor romance do British Fantasy Award (August Derleth Award).
Foi filha de uma família pobre e alvo de bullying, além de ter conhecido várias mudanças de endereço por causa do trabalhos dos pais. Ela trabalhou como atendente, garçonete, assistente de loja e bibliotecária assistente antes de ser escritora.


Peter Andrew Jones
              Science Fiction and Fantasy Art Blog

Alguns assuntos principais da escrita de Lee foram inglês, história e religião.

Depois de conhecer inúmeras rejeições de suas obras, sua carreira decolou com a aceitação em 1975 de seu épico de fantasia adulta The Birthgrave, que permitiu que Lee fosse uma escritora em período integral e abandonasse seus empregos secundários. Durante os anos 90, seus livros conheceram uma nova rejeição. No entanto, as vendas pela Internet conseguiram reviver seus textos.
Seu estilo de escrita mesclava prosa poética descritiva em histórias míticas de mundos distantes, considerado estranho, exuberante, vibrante, exótico, erótico, rico, elegante, perverso e sombriamente bonito para a crítica especializada, o que nem sempre é fácil para o leitor, pois deixa perguntas não respondidas.


Peter Andrew Jones
              Science Fiction and Fantasy Art Blog

Os temas de Lee também foram muito variados: interpretações não-conformistas de contos de fadas, histórias de vampiros, mitos e gênero de fantasia, além de feminismo, sexualidade, homossexualismo, ficção científica gótica, solidão, medo, autodestruição,  criatividade, homofobia, racismo, sexismo, amor, perda, vingança, erotismo, desespero, isolamento, pressão social, morte e renovação.
Em seu tempo livre, ela assistia canais de história e natureza na televisão, sendo grande fã de Doctor Who.


Peter Andrew Jones
              Science Fiction and Fantasy Art Blog

Peter Andrew Jones ilustrou as capas de quatro livros da autora: The Birthgrave (1975), Volkhavaar (1997), Shadowfire (1978) e Quest for the White Witch (1978). O que melhor ilustra e combina todas as temáticas de Lee e todos os mundos que PAJ já percorreu é certamente The Birthgrave, com a nave espacial representando a ficção especulativa para a qual Lee tanto dedicou sua obra, a dama híbrida de fada com femme fatale que esbanja erotismo e a caveira de esqueleto gigante, cujo capacete remete à temática bélica e do horror, tudo isso em meio a piras funerárias abaixo do céu estelar. Se havia alguém criativo o bastante para unir mundos tão distantes entre si num dos mais belos conjuntos em plena harmonia, a parceria PAJ-Lee deixa toda essa união parecer quase... epifânico!


Peter Andrew Jones
              Science Fiction and Fantasy Art Blog




Abril

O blog Ski-Ffy traz artes de capa de diversos livros de fantasia e ficção científica. Cadastrado desde 2005 no Blogger, sua primeira postagem ocorreu em 2007 e sua última atualização até o momento foi conhecida em 2018.


Peter Andrew Jones
              Science Fiction and Fantasy Art Blog

Em 29/Maio/2017 seu autor dedicou uma postagem exclusiva a uma seleção de artes de capa de Peter Andrew Jones, que pode ser conhecida em https://ski-ffy.blogspot.com/2017/05/peter-jones-sword-sorcery.html. O blogueiro até abre a seção com uma citação de Solar Wind (1980), um dos muitos livros que PAJ publicou sobre sua própria arte.


Peter Andrew Jones
              Science Fiction and Fantasy Art Blog

Além dessa postagem, quem acessa esse blog pode se deparar com outras obras de capa de PAJ em outras postagens, pois o blogueiro dedicou vários textos a autores específicos para os quais PAJ ilustrou artes de capas.


Peter Andrew Jones
              Science Fiction and Fantasy Art Blog

Mais uma grande homenagem a nosso artista feita por mais um\ admirador da grande arte.


Peter Andrew Jones
              Science Fiction and Fantasy Art Blog




Março

Edgar Rice Burroughs nasceu em Chicago no dia 1 de setembro de 1875 e faleceu no dia 19 de março de 1950. Foi um escritor de ficção nos gêneros de aventura e ficção científica, famoso pela obra Tarzan e outras.
Ele frequentou várias escolas locais antes de partir para a Phillips Academy, em Andover, Massachusetts, e depois a Michigan Military Academy. Tornou-se soldado mas precisou ser dispensado devido a um problema cardíaco. Depois da sua dispensa, Burroughs trabalhou em vários empregos diferentes e casou-se com Emma Hulbert.


Peter Andrew Jones
              Legendary Art Magazine


Naquela época era pai de dois filhos e passou muitos anos ganhando baixos salários, o que forçou Burroughs a começar a escrever ficção do gênero pulp. Sua primeira história foi Under the Moons of Mars, sob pseudônimo Norman Bean, seriada por Frank Munsey nas edições de fevereiro a julho de 1912 de The All-Story, texto que inaugurou a série Barsoom e publicado pela primeira vez como livro em 1917 em Chicago, sob o título de A Princess of Mars. Enquanto completava sua série também completava Tarzan of the Apes e outros romances. Burroughs também escreveu histórias populares de ficção científica, fantasia, faroestes e romances históricos, muitos publicados no All-Story e The Argosy. Depois de grande sucesso com seus best sellers, em 1923 Burroughs criou a Edgar Rice Burroughs, Inc. e começou a imprimir seus próprios livros até a década de 1930.
Graças ao conjunto da obra que Burroughs criou sobre a exploração de Marte uma cratera nesse planeta herdou seu nome postumamente. Foi admirado por grandes nomes da literatura como Ray Bradbury, Rudyard Kipling, entre outros.



Peter Andrew Jones
              Legendary Art Magazine


Peter Andrew Jones ilustrou duas artes de capa para edições italianas dos livros de Burroughs. Nelas estão coerentes seres extraterrestres, hipnóticos e hostis, mostrando ao leitor que na exploração de Marte pode haver complicações para aventureiros mais ingênuos. Estes marcianos de PAJ ainda aparecerão em outras ocasiões, como se fossem teleportados de uma obra a outra que usa a criação desse artista. Um aviso aos exploradores de planetas: a fascinação pelos detalhes da anatomia completa dos alienígenas pode ser a grande isca para extasiar o admirador. Depois disso só as estrelas é que podem dizer o que acontece...







Fevereiro

Angana-se muito quem pensa que Peter Andrew Jones fez fama no final do século passado e seu legado ficou preso por lá! Eis que em plena era digital suas obras por diversas vezes são resgatadas por fãs marcados por sua arte nos velhos tempos.

Orbit Books
Three-Bladed Doom (1977)



Peter Andrew Jones
              Legendary Art Magazine


Para este mês trouxemos uma postagem recente de Bill Thom em seu blog

(http://messagesfromcrom.blogspot.com/2019/05/theart-of-robert-e.html).


Orbit Books
Son of the White Wolf (1977)


Peter Andrew Jones
              Legendary Art Magazine


Thom começa seu texto com uma breve biografia de PAJ (muito semelhante à wikipedia) para depois separar e disponibilizar as artes usadas para as capas dos livros do célebre Robert E. Howard, que serão resenhadas aqui no blog futuramente.

Panther Books
The Dark Man Omnibus Volume 1
(November 1978)



Peter Andrew Jones
              Legendary Art Magazine


Este texto é a terceira parte de um texto completo que Thom desenvolvia desde 2018. Ficamos muito contentes em saber que seu blog, ativo desde 2012, dedicou uma página inteira a PAJ, que ainda hoje encanta e inspira fãs e futuros artistas.

Robert E. Howard Omnibus (1977)


Peter Andrew Jones
              Legendary Art Magazine




Janeiro

A Ciencia Ficciòn foi uma revista espanhola que trazia a cada número uma antologia de contos de autores clássicos da ficção científica. Existiu de 1971 a 1980 e sua coleção contou com 40 números.

O volume 28, por exemplo, é dedicado a Arthur C. Clarke – autor de Of Time and Stars, livro já resenhado aqui no blog -, além de textos de outros autores, como Kit Reed, Robert F. Young e Pamela Sargent. Foi publicado em 1977 pela Editorial Bruguera.


Peter Andrew Jones
              Legendary Art Magazine


A arte de Peter Andrew Jones utilizada preenche tudo o que um periódico sobre ficção científica precisa: naves de proporções colossais, grandes astros e a escuridão de um universo todo a ser desbravado pelo leitor. Portanto, essa imagem, mesmo tão “simples”, consegue resumir um gênero textual inteiro em apenas uma capa de revista. Eis a grande arte de encaixar algo grande em algo pequeno sem perder a sua essência.











Peter Andrew Jones
                Legendary Art Magazine



Peter Andrew Jones :egendary Art Magazine
cataloguehomecontact